Portal da Cidade Brumadinho

PAPO DE ESPECIALISTA

"Sou quem eu gostaria de ser? Ou sou quem o outro quer que eu seja?"

No Papo de Especialista, a Psicóloga Amélia Rodrigues traz um importante sobre o "meu eu". Confira:

Publicado em 12/12/2022 às 16:30
Atualizado em

(Foto: Arquivo Pessoal)

Como assim? Ser eu mesmo? Mas sou eu mesmo! Não sou aquela pessoa que como se diz o ditado, Maria que vai com as outras, não! sei muito bem quem eu sou e o que eu quero pra mim! Às vezes é imperceptivelmente, mas o ser humano deixa ser influenciado pela opinião e o gosto do outro, ou acaba influenciando também, não aceitando que o outro descorde do seu gosto ou de sua opinião. Mas sou eu quem decido o que gosto o que quero pra mim! Mas será baseado no seu gosto próprio, ou na influência do outro, assim achando que é o ideal para você, e não sendo baseado no seu eu real.

Para o ser humano ser ele mesmo, é muito difícil, as vezes é pagar um preço muito alto, e assim muitos preferem não serem eles mesmos, e muitos acabam se sentindo um patinho fora d’agua, ficando envergonhado, sendo menosprezado pelo outro, se achando que não está dentro de um padrão a ser seguido. Muitos seres humanos acabam achando que existe um padrão de ser, um padrão a seguir, um padrão de ser ideal, e sentem que tem que seguir este padrão. E assim segue a vida não sendo ele mesmo, e muitas das vezes nem sabe quem realmente ele é, por causa desse padrão ilusório.

Ser você mesmo, é ser do jeito que você é, no seu jeito de vestir, no seu jeito de falar, andar, no seu jeito de decidir o que é melhor pra você. O ser humano tem crenças, culturas, valores diferentes um do outro. Às vezes o ser humano acaba ouvindo confiando plenamente em quem gosta, ama e confia, como se o que o outro pensa é a total verdade, e esquece daquilo que gostaria de ser para ele mesmo, aquilo que é seu, a sua essência.

O ser humano, é um ser único tem seu próprio sentir, seu próprio achar, seu próprio decidir e seu próprio prazer, as vezes deixa de ouvir o próximo por achar que o outro está errado, mas o outro pode estar com razão, ou ouve o próximo achando que ele está certo, mas na verdade está equivocado, então o que fazer, ouvir ou não o próximo? Ouvir sim! ouvir o que o outro está dizendo, porém analisar na sua individualidade de acordo com o seu ponto de vista, seu acreditar, suas crenças e sua visão de vida e de mundo, e assim tirar sua própria conclusão, e sempre respeitando a si próprio e o próximo, como ele é.

Como já dito, é difícil cada ser humano ser ele mesmo. Mas como ser você mesmo, se aceitando como você é, não se importando para com o que as pessoas acham, ou pensam sobre você. Não é um caminho fácil de ser seguido sozinho. Mas é possível ser quem você é, ser você mesmo. Com o seu jeitinho de ser.


Psicóloga Amélia Rodrigues

Psicóloga Clínica | Crp04/58533

Atendimento de psicoterapia presencial e online

(31) 99855-8612

Formação:

  • Graduada em Psicologia pela faculdade Pitágoras.

Cursando:

  • Pós Graduanda em Psicologia Humanista: Abordagem Centrada na Pessoa, pela faculdade Educa Minas.
  • Curso de formação de psicoterapeuta- abordagem centrada na pessoa, pelo Instituto Humanista de Psicoterapia.

.


Fonte:

Receba as notícias de Brumadinho no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário